Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 2 de setembro de 2012

MPLA e José Eduardo dos Santos asseguram a vitória em Angola!

MPLA e José Eduardo dos Santos asseguram matematicamente a vitória em Angola - do Opera Mundi

Com 84% dos votos apurados, partido do governo conseguiu 72% de apoio
 

Agência Efe

Mais uma vez reeleito, José Eduardo dos Santos poderá ficar 38 anos no poder

Com 84,07% dos votos apurados, o MPLA (Movimento Popular da Libertação de Angola) e seu líder, José Eduardo dos Santos, garantiram neste domingo (02/09) a vitória na eleição legislativa angolana. De acordo com a CNE (Comissão Nacional Eleitoral), o partido do governo obteve até agora mais de 3,5 milhões de votos, ou 72,85% do total.

Com esse resultado, Santos é reeleito presidente pelos próximos cinco anos, já que a Constituição local garante o cargo automaticamente ao primeiro nome da lista do partido vencedor. Santos está no poder desde 1979 e venceu a terceira eleição nacional da história do país desde sua independência, em 1975. Além do presidente, os angolanos também escolheram os 220 do próximo Parlamento.

Segundo a CNE, a Unita (União Nacional para a Libertação Total de Angola), rival histórica do MPLA, conseguiu 888 mil votos, ou 18,22% da preferência. Em seguida, ficaram outros partidos de menor expressão, como o novo bloco de oposição Casa (Convergência Ampla de Salvação de Angola), com 5,6%, seguido pelo PRS (Partido de Renovação Social), com 1,7% e a FNLA (Frente Nacional de Libertação de Angola), com 1%. As demais legendas não obtiveram mais de 1%.

MPLA e Unita se enfrentaram militarmente por 27 anos na Guerra Civil Angolana (1975-2002). O conflito, fruto da Guerra Fria, causou cerca de meio milhão de mortes e devastou o país. Ele foi encerrado com um acordo de paz assinado após a morte do guerrilheiro Jonas Savimbi, chefe da Unita.

Santos, há 33 anos no poder, desempenhou um papel-chave para a paz e a estabilidade do país, assim como para o rápido crescimento econômico - com aumentos anuais de mais de 20% - nos últimos anos. No entanto, jovens, veteranos de guerra e opositores expressaram seu descontentamento com protestos nas quais chamaram Santos de "monstro saqueador". Alguns partidos de oposição prometem contestar o resultado judicialmente.

Link:

 http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/24077/+mpla+e+jose+eduardo+dos+santos+asseguram+matematicamente+a+vitoria+em+angola.shtml

Nenhum comentário: