Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 1 de setembro de 2012

Russomano vai dar trabalho! - por Zé Dirceu!

Prenúncio de uma derrota acachapante- por Zé Dirceu, do seu blog, Publicado em 31-Ago-2012
 
O candidato tucano José Serra e o prefeito Gilberto Kassab (PSD-SP) caminham para uma derrota histórica. Estão evidentes a reprovação à gestão da dobradinha Serra-Kassab em São Paulo, o desejo por mudança dos paulistanos e a alta rejeição a José – 50% entre os jovens e crescente no eleitorado mais conservador da capital paulista.

Basta conferir a última pesquisa do Datafolha, realizada entre os dias 28 e 29 pp. (3ª e 4ª desta semana) com 1.069 entrevistados, que avaliou o desempenho de Kassab à frente da Prefeitura de São Paulo. O principal dado da pesquisa: 85% dos eleitores querem mudança. Esses paulistanos querem que as ações do próximo prefeito sejam diferentes das ações do atual prefeito.

Os índices praticamente se mantiveram estáveis em relação à última pesquisa de julho. Nesta, de agosto, 36% consideraram a administração Kassab ruim ou péssima, 38% regular, 24% boa ou ótima, e 2% não souberam dizer. Naquela, divulgada em 21 de julho, 39% dos entrevistados consideraram a gestão do atual prefeito ruim ou péssima, 39% regular, 20% boa ou ótima e 2% não souberam. A nota da gestão Kassab em julho foi 4,4 e subiu muito pouco neste mês, está em 4,7.

Pesquisa do Ibope: Russomanno lidera; Serra cai; Haddad sobe


Em outra pesquisa divulgada hoje (Ibope/Estadão/TV Globo), Celso Russomanno (PRB) aparece com 31% das intenções de voto. Está em primeiro lugar. Já o crescimento do nosso candidato, Fernando Haddad (PT), a força eleitoral do PT e do ex-presidente Lula credenciam o petista para disputar o segundo turno com Russomanno.

Nesta pesquisa, Serra (PSDB) caiu de 26% para 20% em duas semanas. Está tecnicamente empatado com Haddad (PT). A diferença é que enquanto Serra cai, Haddad sobe. Subiu de 9% para 16%. Chalita (PMDB) manteve os 5% da pesquisa anterior (entre 13 e 15 de agosto), seguido de Soninha Francine (PPS), que caiu um ponto e foi para 4%. Paulinho da Força (PDT) também caiu, de 5% para 1%.

Avaliação dos programas eleitorais

Voltando ao Datafolha de hoje, este ouviu também os eleitores sobre os programas no rádio e TV. O programa de Haddad perde para o de Russomanno e o de Serra, que vive seu pior momento, com forte crescimento da rejeição à sua candidatura e, até mesmo, o abandono dos vereadores que temem se associar à sua imagem (segundo o Datafolha, sua rejeição bateu nos 43%; para o Ibope, está em 34%).

Mas há algo curioso. Primeiro, que nem a metade dos paulistanos – pelo menos dos paulistanos que responderam a pesquisa do Datafolha – assistiu alguma coisa da propaganda eleitoral: 43% dos entrevistados viram o horário eleitoral na mídia eletrônica e 57% não assistiram a nenhum programa ainda.

Entre os que viram a propaganda eleitoral, a performance de Russomanno foi avaliada como a melhor por 33%, seguida da de José com 23%. Haddad foi avaliado como o melhor por 17%. Em seguida vem Gabriel Chalita do PMDB (9%), Soninha Francine do PPS (3%), Paulinho da Força do PTB (2%) e Levy Fidélix do PRTB (1%). Não souberam responder 8% dos entrevistados.

Agora, vamos comparar esses percentuais da avaliação da performance do candidato no rádio e na TV com os percentuais de preferência das candidaturas (repito aqui, os dados da pesquisa do IBOPE): Russomanno, 31%; Serra, 20%; Haddad 16%, Chalita 5%, Soninha 4% e Paulinho da Força 1%. Não é interessante o paralelismo entre os resultados?

A proximidade entre os resultados dos dois parágrafos anteriores pode estar nos dizendo que o eleitor avalia como melhor a performance do candidato que está tendente a escolher. Faz sentido, pois o eleitor não faz uma avaliação técnica da performance ou da qualidade do programa. Talvez ele esteja expressando mais a sua preferência àquele candidato, naquele momento, do que avaliando propriamente a performance do candidato na TV ou mesmo da propaganda eleitoral daquele candidato.

Outro dado reforça essa análise: apenas 6% dos eleitores consultados pelo Datafolha afirmaram ter visto os programas de todos os candidatos. É possível que o eleitor, pelo menos até agora, tenha apenas procurado “matar a curiosidade” em relação ao candidato que alguém lhe falou algo, ou sobre o qual ouviu um comentário.

Mas, insisto naquilo que venho dizendo aqui há algum tempo: a forma como parte da população está se identificando com Celso Russomanno, indica que muito provavelmente este será nosso adversário no segundo turno. E vai dar trabalho.

Link:

http://www.zedirceu.com.br//index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=1&Itemid=106

Nenhum comentário: