Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

FHC é sobretudo um ingrato - por Geraldo Reco!

FHC é sobretudo um ingrato - por Geraldo Reco, do blog do Nassif


Nunca, repito, nunca, absolutamente nunca, se elegeu a coisa alguma por seus próprios e inerentes méritos.

Foi eleito Senador em 1986 nas asas do então Plano Cruzado, e José Sarney.

A sua participação no senado foi de tamanha importaância que teria dificuldades até para se eleger em 1994 para Deputado Federal.

FHC enquanto senador quis levar o recém criado PSDB para o Governo Collor. Mário Covas o Barrou.

No governo Itamar, após a queda de Collor, aquele, FHC se acomodou prazeirosamente no Ministério das Relações Exteriores.

Estava bem lá acomodadinho, em algum canto no exterior, quando Itamar Franco o nomeou Ministro da Economia.

Diz a lenda que FHC, consultado, rejeitou o cargo, mas desembargou no Brasil Ministro da Economia.

Desde a ditadura militar, passando pelo Governo Sarney, nunca nenhum presidente havia nomeado um político para o ministério da economia.

FHC não foi o primeiro. Antes, nomeou o deputado Gustavo  Krause que não se sustentou, Depois
Eliseu Resende que também não se sustentou. FHC foi a terceira escolha política de Itamar para um ministério até então tido como lugar cativo de um técnico.

FHC,  que conseguira uma vaga no Senado nas asas do Plano Cruzado de Sarney, conseguiu algo bem maior, a vaga de Presidente nas asas do Plano Real.

Plano Real que mostrou seu lado bom num primeiro momento e bem por isso FHC foi eleito. Quando veio o lado ruim, o tal PIG conseguiu transformar notícias péssimas em notícias boas: "o Brasil tinha feito a lição e casa e merecia a ajuda do FMI". Que legal!!!

FHC foi reeleito e quando a coisa desandou logo no início de seu segundo - e comprado - mandato, declarou que não seria gerente de uma crise e nada mais fez além de gerenciar a crise que ele próprio criou. Aumentou a carga tributária como nunca dantes visto sob os auspícios de uma mídia venal.

O que esse sujeito tem a falar em termos de política? Mais do que esquecer o que escreveu, como pediu, devemos não prestar atençao ao que esse senhor fala.

Ele pode ter sido muito bem intencionado na sua vida inteira, mas...o inferno está cheio.

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/fhc-percebe-rumo-dos-ventos-so-depois-do-fato-consumado#comments

Nenhum comentário: