Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

PT avança de duas para nove cidades em reduto de Alckmin!


PT avança de duas para nove cidades em reduto de Alckmin - por Raimundo Oliveira, a Rede Brasil Atual, 31/10/2012

Entre as conquistas petistas no Vale do Paraíba está São José dos Campos, até então vitrine tucana na região

São Paulo – Além de derrotar José Serra na capital paulista, o PT obteve importante resultado na briga direta com outro tucano de peso, o governador Geraldo Alckmin, no Vale do Paraíba. Localizado no sudeste do estado, o berço político e reduto de Alckmin viu os petistas crescerem de duas para nove prefeituras.
O PT reelegeu os prefeitos de Jacareí, Hamilton Ribeiro Mota, e de Santo Antonio do Pinhal, Clodomiro Correia Toledo Júnior, e conquistou sete novas cidades, entre elas São José dos Campos, até então a principal vitrine tucana na região. Destas, quatro eram governadas pelo PSDB.
Os tucanos, porém, permanecem com o maior número de prefeitos entre os 41 municípios do Vale: passou de 12 eleitos em 2008 para 14 agora. Um 15º eleito, Francisco Carlos Moreira, em Guaratinguetá, foi impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral. O PSDB corre risco também em Taubaté, onde o Ministério Público Eleitoral pediu a impugnação dos votos que elegeram o tucano José Bernardo Ortiz Júnior (PSDB), devido a denúncias de corrupção na Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão do governo estadual comandado por seu pai, José Bernardo Ortiz.
Fachada de modernidade
Para o deputado estadual Marco Aurélio de Souza (PT), responsável pela maioria das costuras políticas que levaram a vitória de petistas, o poder eleitoral de Alckmin ainda é forte na região, mas isso, na opinião dele, se dá mais pela liderança do governador do que pela força do PSDB. 
“O governador em si ainda consegue manter na região uma fachada de modernidade, diferente do que aconteceu com o José Serra em São Paulo na disputa com Fernando Haddad (PT), mas o partido dele vem perdendo poder e espaço para novas lideranças do PT. Em Ubatuba e em Cachoeira Paulista, por exemplo, os prefeitos eleitos agora já haviam se candidatado outras vezes”, disse.
O deputado acredita que o reflexo desse avanço nas eleições de 2014 vai depender do desempenho dos prefeitos até lá. “É um desafio, já que na maioria destas cidades os eleitores estão descontentes com administrações tucanas e têm uma grande expectativa em relação ao governo petista. Os novos prefeitos terão que, na metade do tempo de mandato, convencer os eleitores destes municípios”, disse.
Ontem, em entrevista ao portal Terra, Geraldo Alckmin minimizou o crescimento do PT no Vale do Paraíba e disse que os tucanos ainda são majoritários entre as cidades da região. O governador lembrou que, mesmo com a derrota em São José e com a reeleição de Mota em Jacareí, terceira maior cidade do Vale, o PSDB vai governar Taubaté, a segunda maior, e Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Lorena, Caçapava e Caraguatatuba, as seguintes no ranking. O avanço petista no Vale foi apontado pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão, em entrevista coletiva ontem, como um dos trunfos do partido na disputa com os tucanos pelo governo de São Paulo em 2014.

Link:

Nenhum comentário: