Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 24 de novembro de 2012

Boris Casoy é condenado por ofensa a gari durante telejornal!

Boris Casoy é condenado por ofensa a gari durante telejornal - da Rede Brasil Atual, 24/11/2012


Jornalista e emissora Band terão de pagar R$ 21 mil por comentário 'preconceituoso' feito no Jornal da Noite em 2009

São Paulo - O jornalista Boris Casoy e a TV Bandeirantes terão de pagar R$ 21 mil de indenização ao gari Francisco Gabriel de Lima, por danos morais, segundo informou hoje (24) o portal de notícias Uol. A condenação foi definida pela 8ª Câmara de Direito Privado de São Paulo.
Em áudio vazado ao fim do Jornal da Band, na noite de 31 de dezembro de 2009, Casoy fez comentários considerados ofensivos sobre a profissão de gari. Após Lima aparecer em uma vinheta desejando feliz natal, e quando o jornal já havia sido encerrado, uma falha técnica da emissora transmitiu em cadeia nacional o comentário do jornalista.
"Que merda: dois lixeiros desejando felicidades do alto da suas vassouras. O mais baixo na escala do trabalho", disse ele.

Com a repercussão negativa do caso, Casoy se retratou publicamente, afirmando que tinha dito uma frase infeliz. ”Peço profundas desculpas aos garis e a todos os telespectadores".

Francisco Lima, porém, decidiu acionar a Justiça.  Ele contou em juízo que jornalistas da Band pediram a ele para desejar felicitações de ano novo TV, mas não imaginava que sua participação lhe renderia “preconceito e discriminação”.

Para o gari, a retratação de Casoy foi “burocrática e pouco conveniente”, sem demonstrar arrependimento. O TJ de São Paulo também considerou que as desculpas de Casoy foram insuficientes para reparar o dano.

A emissora ainda pode reverter a condenação, recorrendo ao Superior Tribunal de Justiça.
Link:

Nenhum comentário: