Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 24 de novembro de 2012

FGV estima crescimento do PIB entre 3% e 3,5% em 2013!


FGV estima crescimento do PIB entre 3% e 3,5% em 2013


Por: Akemi Nitahara, da Agência Brasil, 
Publicado em 24/11/2012

Indústria da construção naval renasceu no Brasil no governo Lula, contribuindo para o crescimento do país. 

Rio de Janeiro – O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013 deve ficar entre 3% e 3,5%, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre), que divulgou hoje (23) os resultados das projeções do modelo macroeconômico durante o Seminário Perspectivas da Economia Brasileira para 2013. Os dados completos serão publicados no Boletim Macro, de dezembro.
A estimativa é inferior à do Ministério da Fazenda, de crescimento do PIB em 4% no próximo ano. De acordo com a coordenadora técnica do Boletim Macro, Silvia Matos, o crescimento da economia em 2013 vai ser melhor que o de 2012, já que o crescimento deste ano deve ficar em torno de 1,5%. Mesmo com a retomada econômica no fim do ano, Silvia considera a perspectiva ruim na comparação com demais países da América Latina.
“Está todo mundo criticando o cenário internacional, mas quando a gente olha outros países da América Latina, por exemplo o Chile, que acabou de divulgar os dados, o investimento chegou a 28% do PIB, eles estão com um superinvestimento. Quer dizer, tem algum problema no Brasil, eu acho que a gente está desconectado um pouco, pelo menos de alguns países.”
Para a pesquisadora, o governo sempre vai buscar um “vilão” para justificar o baixo crescimento da economia, como o cenário internacional adverso. Segundo ela, “é mais fácil a população e o mercado como um todo” informarem “que o Brasil está crescendo menos”de 4%.
De acordo com dados do Ibre, de 2003 a 2010, a média de crescimento do PIB foi 4%. De 2011 a 2013, a projeção é 2,4% de crescimento médio. A expectativa do instituto para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é 5,7% para o próximo ano.
Para a taxa de investimento, a projeção do Ibre é o ano fechar em 18,5% do PIB, contra 19,5% no ano passado. A coordenadora ressalta que a situação com crescimento baixo e inflação mais alta leva à retração no investimento e falta de qualidade nos serviços prestados pelo Estado. “Você tem uma demanda represada que está cada vez mais latente, porque há muito tempo que a gente não investe em infraestrutura.”

Link:

Nenhum comentário: