Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 16 de dezembro de 2012

Corinthians é Bicampeão Mundial de Clubes da FIFA!


Corinthians é bicampeão mundial de futebol - do Vermelho


O campeão sul-americano Corinthians superou o campeão europeu, o inglês Chelsea, na noite deste domingo (16) em Yokohama (manhã no Brasil) vencendo por 1 a 0, gol do peruano Guerrero, sagrando-se bicampeão mundial.


Corinthians bicampeão do mundo em Yokohama
Equipe corinthiana levanta a taça do bicampeonato mundial de clubes no Japão
O gol aconteceu na segunda etapa, que foi totalmente dominada pelo brasileiro. Paolo Guerrero também foi autor do gol da vitória na estreia do campeonato no Japão, outro 1 a 0, contra o Al Ahly.

Além do atacante Guerrero, o goleiro Cássio também se destacou na final, sendo eleito pela Fifa como o melhor jogador da final, por ter feito três defesas dificílimas ao longo da partida.

O Corinthians foi campeão brasileiro em dezembro do ano de 2011, classificando-se para disputar a Libertadores da América, da qual saiu-se campeão em julho. Destacou-se, como sempre, a presença da massa torcedora do clube, que compareceu com mais de 30 mil torcedores, vindos de várias partes do mundo, ao jogo em Yokohama.

Diante da tensão e do nervosismo da decisão, o Corinthians começou melhor, tendo total controle sobre o jogo. Os primeiros cinco minutos foram de posse de bola alvinegra e no final deles, quase um gol. Danilo tocou de calcanhar na linha de fundo para Fábio Santos, que cruzou para Paulinho no meio da área. Cahill travou o chute.

O time de Tite pressionava a saída de bola, e a cada carrinho ou chutão para lateral os torcedores gritavam em apoio. Os mais de 30 mil brasileiros na arquibancada jogavam junto.

Somente aos nove minutos o Chelsea foi levar perigo. Fernando Torres entrou com liberdade pelo lado direito e conseguiu um escanteio. Na cobrança, Cahill bateu à queima roupa e Cássio salvou o Corinthians. A partir dai a equipe paulista passou a esperar o adversário na defesa. 

Emerson desperdiçou chance em erro de Mata aos 16. O atacante corintiano e Guerrero ficaram no mano a mano com Cahill e David Luiz. Emerson tentou ganhar de David Luiz mas acabou deixando a bola escapar.

Jorge Henrique e Paulinho arriscaram de fora da área na sequência, o primeiro para defesa de Cech, o segundo por cima do travessão. O Chelsea teve uma oportunidade com uma falta perto da grande área aos 22 minutos, mas o zagueiro brasileiro David Luiz praticamente recuou a bola para a barreira.

Seis minutos depois, outra oportunidade nos pés de Emerson. Guerrero deixou o companheiro na cara do gol, e da entrada da área o corinthiano chutou para fora. O Chelsea respondeu com outra bola pelo lado esquerdo da defesa corintiana: Moses e o goleiro Cássio, e o atacante chutou muito por cima.

A primeira grande chance do Chelsea no jogo foi desfeita por um toque de ponta de dedos do arqueiro do Corinthians. Moses encontrou-se solitário pela esquerda, avançou e colocou a bola com perfeição no canto esquerdo de Cássio. Defesa extraordinária, com a ponta dos dedos, para escanteio

O segundo tempo só ficou diferente porque a partida ficou mais aberta. Tomou para si o domínio do jogo e controlou o confronto. Aos 18, Guerrero rolou para Paulinho, e o atleta da seleção brasileira chutou raspando na trave.

O jogo era do Corinthians e isso se confirmou aos 24 minutos da etapa final. Paulinho tocou para Danilo, que chutou e a bola rebateu em Cahill, indo para o alto. Na sobra, Guerrero cabeceou e marcou o 1 a 0 que selou o destino da taça. 

CORINTHIANS 1 X 0 CHELSEA 

Data: 16 de dezembro (domingo)
Horário: 8h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama (Japão)
Árbitro: Cuneyt Cakir (TUR)
Auxiliares: Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos da Turquia)

Público: 68.275



Cartões amarelos: Jorge Henrique (COR) David Luiz (CHE)
Cartão vermelho: Cahill

Gol: Guerrero, aos 69 minutos de jogo (24min do segundo tempo)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique, Guerrero (Martinez) e Emerson (Wallace)
Técnico: Tite

CHELSEA: Cech; Ivanovic (Azpilicueta), David Luiz, Cahill e Ashley Cole; Lampard, Ramires, Hazard (Marin) e Mata; Moses (Oscar) e Fernando Torres 
Técnico: Rafa Benítez

Com informações da ESPN


Link:


http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=201481&id_secao=10


Nenhum comentário: