Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Consumo de energia das famílias cresce 5% em 2012!


Gasto das famílias cresce 5% em 2012 e número de consumidores aumenta 3%

28/01/2013 - 21h06 - Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - As famílias brasileiras residentes nas 61,7 milhões de casas conectadas à rede de energia elétrica do país foram responsáveis, em 2012, pelo consumo total de mais de 117.500 gigawats-hora (GWh). Em relação a 2011, o consumo cresceu 5% e o número de consumidores 3%, neste caso relacionado do dinamismo do mercado imobiliário e às iniciativas de extensão do serviço de eletricidade.
O levantamento consta da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica divulgada hoje (28) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Em média, cada consumidor demandou 159 quilowatts-hora (kWh) por mês, 2% a mais do que no ano anterior.
Entre os fatores que contribuíram para sustentar essa dinâmica do consumo residencial de energia estão, segundo a EPE, “mercado de trabalho aquecido, aumento real da renda e expansão do crédito. É sintomático o aumento da venda de eletrodomésticos de 12,7% até novembro, segundo o IBGE. As concessionárias de energia elétrica identificam indícios de que vem aumentando a posse de condicionadores de ar, o que tem rebatimento direto no consumo de eletricidade”.
Edição: Fábio Massalli
Link:

Nenhum comentário: