Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Cuba e o IDH da ONU! - por Marcos Doniseti!

Cuba e o IDH da ONU! - por Marcos Doniseti!

Mesmo sem ser um Império que domina e ataca outros países, Cuba tem um  índice de mortalidade infantil menor do que o dos EUA, algo que a Yoani nunca faz questão de lembrar. Porque será, hein? 

Consultem o IDH da ONU no Wikipédia e lá vocês irão descobrir que, entre os países da América Latina, Cuba fica atrás apenas do Chile, da Argentina e do Uruguai no ranking que indica a qualidade de vida dos povos pelo mundo afora.

Enquanto isso, os países vizinhos de Cuba (El Salvador, Haiti, República Dominicana, Honduras, Guatemala, etc) tem um desempenho muito inferior ao cubano.

Vejamos a classificação deles:

Cuba posição 51;
Rep. Dominicana posição 98;
El Salvador posição 105;
Honduras posição 121;
Guatemala posição 131;
Haiti posição 158.

Portanto, não há o que comparar.

O povo cubano desfruta de condições de vida infinitamente melhores do que a dos povos de seus países vizinhos, com os quais possui uma história comum de exploração colonial e neocolonial por parte das potências européias e dos EUA durante mais de 400 anos.

Assim, mesmo tendo uma 'origem' histórica semelhante (país colonizado, escravidão, dependência externa, etc) Cuba está em situação muito melhor do que a dos países vizinhos, historicamente dominados pelos EUA desde o final do século XIX e que não conseguiram romper com essa relação de submissão e dependência em relação ao Império Ianque.
Outras informações importantes sobre Yoani:

1) Yoani recebe US$ 6 mil dólares mensais da SIP, entidade que congrega os grandes monopólios midiáticos privados da América Latina, e que foi criada pela CIA em 1947, no início da Guerra Fria. E ela também recebe um salário do 'El País', do qual é colaboradora.

É MENTIRA, portanto, dizer que ela passa dificuldades. Ela também já ganhou mais de 300 mil Euros em prêmios internacionais. 

Logo, dona Yoani tem um excelente padrão de vida, melhor do que do a imensa maioria dos cubanos e latino-americanos. 

2) É mentira que Yoani é censurada. Ela escreve o que bem entende em seu blog;

3) Dizem que Cuba é uma Ditadura. Então, até agora eu não entendi porque a Yoani não foi presa, torturada e assassinada, que foi exatamente o que a Ditadura Militar brasileira fez com os seus opositores;

4) Yoani não faz uma crítica sequer à existência da Base Naval de Guantánamo, à prisão de Guantánamo, onde a tortura é praticamente sem nenhuma restrição e ao Bloqueio Econômico dos EUA contra Cuba (que é ilegal pelas leis internacionais e que já foi condenado em inúmeras oportunidades pela Assembléia Geral da ONU) e às invasões e intervenções militares que os EUA promoveram durante várias décadas contra o país caribenho. 

Porque será, hein?

5) Yoani costuma se reunir com muita frequência com o representante diplomático dos EUA em Cuba. Sobre o que eles conversam? Não sabemos. Transparência que é bom, necas.


Nenhum comentário: