Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 19 de maio de 2013

O divórcio entre os 'intelectuais' fanáticos e o povo brasileiro! - por Marcos Doniseti!

O divórcio entre os 'intelectuais' fanáticos e o povo 

brasileiro! - por Marcos Doniseti!



Afinal, como explicar tanta popularidade de Lula e Dilma sem que nada tenha melhorado na vida da população? Vá saber...

Enquanto Dilma e Lula são cada vez mais atacados pelos segmentos de reduzida 

penetração popular das esquerdas e das direitas radicais tupiniquins (que, para fazer isso, apelam para as mesmas citações intelectuais de sempre, dos seus eternos ídolos; Marx-Lenin, no caso das 'Esquerdas'; Friedman-Thatcher-Olavo de Carvalho, no caso das Direitas) os trabalhadores brasileiros continuam melhorando as suas condições de vida e o país continua crescendo, reforçando a sua presença no cenário mundial.

Fico pasmo, para dizer o mínimo, quando entro nas redes sociais, blogs, etc, e vejo comentários feitos por verdadeiros Zés do Apocalipse que, pelo simples fato de que, talvez, tenham lido as orelhas e notas de pés de páginas de obras de Karl Marx ou de autores supostamente marxistas, ficam vaticinando o fim dos tempos, que o governo Dilma já era, que o Brasil está à beira do precipício, que o mundo vai acabar na semana que vem e outras baboseiras monumentais. 


Por exemplo, ontem, no Facebook, um destes Zés do Apocalipse que povoam essas terras disse que um tal de 'reformismo liberal petista' fracassou. 


Afinal, que negócio é esse? 


Primeiro, que isso não existe. Essa baboseira pseudo-conceitual ('reformismo liberal petista') não passa de mera ilusão criada por pseudo-marxistas de botequim, que devem confundir os Marx (Karl com Groucho... ou pior, com Harpo). 


Os governos Lula e Dilma nunca foram neoliberais, mas neo-desenvolvimentistas e neo-keynesianos, adotando políticas de distribuição de renda e de fortalecimento do papel do Estado, dentro e fora do Brasil. E tais políticas foram sendo reforçadas ao longo do tempo, principalmente a partir de 2006, depois que as principais heranças malditas recebidas do governo FHC (exemplo: o acordo com o FMI) haviam sido superadas. 


As melhorias econômicas e sociais que beneficiaram aos trabalhadores e aos mais pobres, internamente, e as vitórias recentes do Brasil nas eleições da FAO e da OMC, bem como o fortalecimento da Unasul, externamente, estão aí para confirmar isso. 


Em segundo lugar, como alguém, em sã consciência, pode afirmar que um governo cuja Presidenta da República (Dilma, é claro) conta com 79% de aprovação pessoal e que tem 64% das intenções de votos válidos (segundo a mais recente pesquisa do Datafolha) para a eleição de 2014, pode ser considerado um fracasso?


Faça-me o favor...


A impressão que me passa é que esses malucos vivem num mundo de ilusão e fantasia, de faz-de-conta. Eles tem todo um conjunto de idéias e teorias prontas em suas mentes. E quando os fatos entram em choque com essa 'visão de mundo' pré-estabelecida, eles dizem que tudo isso não passa de 'propaganda do governo' ou qualquer besteira do tipo. 


Esse é o típico fanático idiotizado que se recusa a fazer uma análise concreta da realidade existente, pois ele sabe que se fizer isso, as suas 'teorias' terão que ser jogadas na lata de lixo.


É a famosa postura de quem pensa que 'se os fatos negam a teoria, então danem-se os fatos'.  


Vejam bem: Não se trata de deixar de analisar criticamente as ações do governo Lula e, agora, do governo Dilma. Não é isso. Mas chegar ao ponto de dizer que tudo o que foi feito nestes 10 anos não passou de 'mera propaganda' do governo e que a situação da população não melhorou em nada é o fim da picada. Isso é o mesmo que enfiar a cabeça embaixo da terra para se recusar a enxergar o que está acontecendo. 


Se isso fosse verdade, então Lula não teria saído do governo com 87% de aprovação pessoal e tampouco Dilma já teria atingido os 79% de aprovação (e em muito menos tempo do que Lula conseguiu, embora ela se beneficie de todo o trabalho feito pelo governo anterior, ao qual ela deu uma grande contribuição, sem dúvida alguma). 


E olha que ambos, Lula e Dilma, conseguiram atingir tal nível de popularidade mesmo tendo contra si toda uma Grande Mídia reacionária e eternamente Golpista  e que inventa mentiras a granel para tentar derrubar a popularidade de ambos, pois eles sabem que se não conseguirem isso, Dilma será reeleita em 2014 e até com uma certa facilidade.


Obs: Para quem pensa que a Grande Mídia brasileira não é golpista, saiba que ela apoiou todos os Golpes de Estado que aconteceram no Brasil desde 1950, incluindo os de 1950, 1954, 1955, 1956, 1959, 1961 e 1964. E mais recentemente ela também apoiou todas as tentativas de Golpes de Estado que aconteceram na América Latina (Venezuela em 2002, Honduras em 2009, Paraguai em 2012...). 


Mas o mais impressionante, mesmo, é a recusa destes 'intelectuais' fanatizados em admitir que, por mais problemas econômicos e sociais que o Brasil ainda possua (e eles são consideráveis, visto que se acumularam durante mais de 500 anos), o fato inegável é que as conquistas econômicas, sociais e políticas recentes são bastante significativas, sim, e é justamente por isso que Lula e Dilma são tão populares, mesmo sendo atacados o tempo inteiro por esta Grande Mídia. 


Vejam as notícias abaixo, por exemplo, e vejam se elas mostram um país que está indo ladeira abaixo, tal como os fanáticos afirmam:



1) Trabalhadores na construção civil de São Paulo têm 8,99% de reajuste - da Rede Brasil Atual

Índice fica acima da inflação do período. Valores de pisos e vales também foram corrigidos

http://www.redebrasilatual.com.br/trabalho/trabalhadores-na-construcao-civil-de-sao-paulo-tem-8-99-de-reajuste-7669.html


Abaixo, vemos outra demonstração clara de que as políticas adotadas pelos governos Lula e Dilma estão tendo impacto direto na vida da população:



2) Ipea aponta que déficit habitacional caiu 12% em cinco anos - do Vermelho



O déficit habitacional no país caiu 12% em cinco anos, de acordo com a Nota Técnica Estimativas do Déficit Habitacional Brasileiro por Municípios, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/IBGE), os pesquisadores concluíram que a deficiência de 5,6 milhões de habitações, registrada em 2007, caiu para 5,4 milhões, em 2011. 


A redução do problema foi identificada em quase todas as regiões do país. Apenas na Região Centro-Oeste o déficit habitacional aumentou. A região, assim como o Norte do país, é uma das responsáveis pelo forte crescimento populacional dos últimos dez anos. No Norte, apesar do índice cair, o número absoluto de domicílios em situação caracterizada de déficit foi de quase 600 mil domicílios.


Link:


http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=214005&id_secao=1



E vejam essa outra notícia, a respeito da captação recorde feita pela Petrobras, no valor de US$ 11 bilhões, no mercado financeiro internacional, nesta semana:



3) A Petrobrás entre as melhores do mundo - por José Carlos Ruy, do Vermelho


A outra notícia que desmente o catastrofismo da oposição conservadora e de direita no Brasil foi anunciada também pela presidenta da estatal: a captação recorde de US$ 11 bilhões no mercado externo, na segunda-feira (13). 

Ela revela, disse Graça Foster, a confiança dos investidores nas ações da Petrobras e no Brasil. É uma demonstração de confiança nos projetos da Petrobrás até 2020 (quando, segundo ela, a empresa vai dobrar de tamanho em relação a hoje). 

Afinal, conseguiu em um único dia mais da metade dos US$ 20 bilhões que planeja captar ao longo do ano para garantir os investimentos em exploração e produção de petróleo; até 2017, a previsão de investimentos alcança US$ 237 bilhões.

A oferta de bônus da Petrobras foi a segunda maior do ano e a quinta maior da história. Foi também a maior já feita por uma empresa latino-americana, e a maior captação externa realizada por um emissor de países emergentes, entre eles empresas e bancos. E podia ter ido além daquele valor pois os investidores estavam dispostos a injetar U$ 45 bilhões de dólares na compra de bônus da estatal brasileira.



4) IGP-DI tem deflação de 0,06% em abril, após alta em março, indica FGV


No acumulado de 2013, inflação medida pelo IGP-DI varia 0,76%.
IGP-DI funciona como indexador das dívidas dos estados com a União.





5) Produção de veículos no 1o. quadrimestre é a maior da história:


A produção total de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) no primeiro quadrimestre de 2013 no Brasil registrou aumento de 16,98% em comparação ao mesmo período de 2012. Ao todo foram produzidos 1.168.592 unidades, número recorde no período em toda a história do país.

O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira, dia 8, pela Subseção Dieese Metalúrgicos de Sorocaba com base nas informações da Anfavea.

"A produção atual é considerada um recorde, pois nunca, nesse período [primeiro quadrimestre do ano] foram produzidos tanto veículos quanto neste", comenta o economista do Dieese, Fernando Lima, responsável pelo estudo.




6) Brasileiros têm maior gasto em viagens internacionais em março desde 1969


Os gastos dos turistas brasileiros no exterior somaram US$ 1,870 bilhão em março deste ano, informou o BC (Banco Central) nesta quarta-feira (24). É o maior resultado da série histórica para meses de março desde 1969.

O recorde para todos os meses do ano foi registrado em janeiro deste ano (US$ 2,293 bilhões). No acumulado de 2013, os turistas brasileiros gastaram US$ 6,022 bilhões, o maior valor já registrado pelo BC.

Em 2012, os brasileiros gastaram US$ 5,380 bilhões.




7) Venda de veículos novos sobe 29,4% em abril e surpreende setor

As vendas de veículos novos no país cresceram 29,4% em abril na comparação com mesmo período do ano passado e somaram 333.790 unidades. Trata-se do maior volume já registrado pela indústria no mês.



8) Dieese: 2012 foi melhor ano para acordos salariais desde 1996:



Cerca de 95% das negociações salariais que ocorreram durante o ano passado resultaram em ganhos reais, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A análise, feita com 704 unidades de negociação da indústria, comércio e serviços, mostrou que 2012 foi o ano mais expressivo em termos de reajustes acima da inflação desde 1996.




É por isso que afirmo que existe, hoje, um verdadeiro abismo, um divórcio total, 

entre o discurso elitizado de supostos 'intelectuais' radicalizados (tanto à Esquerda, 

como à Direita) e a realidade concreta vivenciada pela população brasileira. 


Para os primeiros, o país está desmoronando, indo para o abismo. 


Enquanto isso, as as pessoas comuns (os cidadãos brasileiros) vão, de forma gradual,

obtendo pequenos, mas importantes e significativos avanços em suas vidas a cada 

ano que passa: 


1) é o carro e a casa nova que compraram (por mais simples e modestos que sejam, 

mas que antes não existiam);


2)  é o filho de famílias pobres ingressando no curso superior (o que antes não 

acontecia);


3) é o trabalhador conquistando o seu primeiro emprego com carteira assinada 

(mesmo que o salário não seja o de um agente da Polícia Federal em início de 

carreira, por exemplo, que é de R$ 7.800 mensais).


4) São os aumentos reais de salários que acontecem todos os anos, como mostram os 

dados do Dieese.


A questão é: até quando esses fanáticos continuarão com o seu discurso patético, 

primitivo e totalmente distante da realidade? 


O país tem muitos problemas, sim, que se acumularam durante mais de 500 anos, 

como já afirmei aqui, mas daí a negar que a situação esteja melhorando, mesmo de 

que de forma gradual, mas significativa, vai uma gigantesca distância. 


Haja fanatismo!

Nenhum comentário: