Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Chega de baderna, vandalismo e violência! - por Marcos Doniseti!

Chega de baderna, vandalismo e violência! - por Marcos Doniseti!

A Extrema-Direita e os Nazi-Fascistas adoram quando movimentos reivindicatórios desaguam em baderna, violência e vandalismo, pois usam isso para justificar Golpes de Estado e a instalação de Ditaduras Militares. 

Movimentos reivindicatórios são justos e legítimos, mas quando promovem baderna, violência e vandalismo eles perdem a razão de existir. 

E aposto que está cheio de agentes infiltrados, de extrema-direita, neste tal de 'Movimento Passe Livre', estimulando fatos deste tipo. 

Antes dos Golpes de Estado de 1964, no Brasil, e de 1973, no Chile, tivemos inúmeros casos assim, com movimentos populares, inclusive de Extrema-Esquerda, sendo infiltrados por agentes provocadores de Direita e Extrema-Direita. O caso mais notório foi o do Cabo Anselmo, que estimulava os marinheiros a se revoltarem, quebrando a hierarquia dentro das Forças Armadas, o que jogou os militares legalistas da época no braço do movimento golpista que derrubou o governo Jango. 

No Chile, durante o governo de Salvador Allende, aconteceu a mesma coisa. 

Os resultados disso foram Golpes de Estado vitoriosos, que contaram, sim, com expressivo apoio popular (principalmente das classes médias e empresariais) num primeiro momento, quando as pessoas estavam cansadas do fato de que inúmeros movimentos reivindicatórios começaram a desembocar em casos de baderna e vandalismo sem nenhum controle. 

Não duvido nada que o mesmo processo esteja começando agora, no Brasil, novamente.  

Por isso, é mais do que correta a ação do Ministro da Justiça em pedir para a Polícia Federal investigar esses casos recentes de violência envolvendo o Movimento Passe Livre.

Que se descubra quem são os responsáveis por esse absurdo e que os mesmos respondam pelos seus atos perante a Justiça, pagando por seus crimes. 

Assim, evitaremos de cometer os mesmo erros que ocorreram no Brasil, em 1964, e no Chile, em 1973. 

Ditadura Nunca Mais!

A Democracia e o povo brasileiro agradecem. 

Nenhum comentário: