Frases para não se esquecer!

"O que ameaça a Democracia é a fome, é a miséria, é a doença dos que não tem recursos para enfrentá-la. Esses são os males que podem ameaçar a Democracia, mas nunca o povo na praça pública no uso dos seus direitos legítimos e democráticos.". - Presidente João Goulart, em 11/03/1964.

Joseph Pulitzer: "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma."

"O sigilo não oferecerá nunca mais guarida ao desrespeito aos direitos humanos no Brasil"

(Presidenta Dilma Rousseff, ao sancionar a criação da Comissão da Verdade)

Emiliano Zapata: “Mais vale, homens do Sul, morrer de pé que viver de joelhos!”

domingo, 7 de julho de 2013

Contas públicas: Brasil poderia entrar para a União Européia! - por Marcos Doniseti!

Contas públicas: Brasil poderia entrar para a União Européia! - por Marcos Doniseti!


Dívida Pública Líquida brasileira caiu 41,7% entre 2003-2012, durante os governos Lula-Dilma, passando de 60,4% do PIB em 2002 para 35,2% do PIB em 2012. E o Brasil tem, hoje, uma dívida pública ainda menor, de 34,8% do PIB (dados de Maio de 2013). 

Dívida Líquida do setor público brasileiro despencou durante os governos Lula-Dilma, caindo de 60,4% do PIB em 2002 para 35,3% do PIB em 2012, acumulando uma queda real de 41,7%. 

Quero sugerir aos leitores deste modesto blog que leiam o texto da 'Agência Brasil' a respeito das contas públicas brasileiras cujo link postei abaixo. Ele diz que o déficit público nominal do Brasil ficou em 2,87% do PIB no acumulado dos últimos 12 meses. E o mesmo também informa que a dívida líquida do setor público brasileiro é de 34,8% do PIB atualmente. 
E segundo matéria do G1 (ver link abaixo), o déficit público nominal do Brasil nos últimos anos foi o seguinte:
2011 - 2,61% do PIB;
2012 - 2,47% do PIB.
Assim, nos últimos 3 anos, no mesmo período em que a economia mundial enfrentou uma crise gravíssima, principalmente na Zona do Euro, e que provocou uma forte desaceleração da economia mundial (a China, por exemplo, estava crescendo ao ritmo de 11,9% ao ano no 2o. trimestre de 2010 e, agora, em 2013, não consegue sequer atingir os 8% de crescimento anual) o Brasil teve um déficit público nominal (que inclui os gastos com o pagamento dos juros da dívida pública), inferior a 3% do PIB, o que credenciaria o país até a requisitar a sua entrada para União Européia, que tem um teto de 3% do PIB para o déficit público dos países membros.
E a dívida líquida do setor público brasileiro, que é de 34,8% do PIB (dados de Maio de 2013), também está bem abaixo do teto imposto pela UE aos seus países membros, que é de 65% do PIB.
Assim, caso desejasse, o Brasil poderia até requisitar a sua entrada para a UE, bloco no qual muitos dos países integrantes estão bem longe de cumprirem com as metas do teto de endividamento (65% do PIB) e de déficit público (3% do PIB), tal como acontece com a França, Itália, Espanha e Portugal, por exemplo. 
Na Espanha o déficit público chegou a 10,2% do PIB em 2012 e a dívida pública bateu novo recorde, chegando aos 84,1% do PIB. Em 2012, o déficit público da França, por sua vez, chegou a 4,8% do PIB e a dívida pública atingiu os 90,2% do PIB. Na Itália, no ano passado, a dívida pública chegou a 127% do PIB e a economia do país acumulou uma forte queda de 2,4%. Em Portugal, a dívida pública ultrapassou os 120% do PIB e o déficit público ficou próximo aos 5% do PIB em 2012.  
E nos EUA, por exemplo, o déficit público fechou o ano fiscal de 2011-2012 com um índice equivalente a 7% do PIB e ultrapassou US$ 1 Trilhão. 
Mas é claro que este fato, a boa situação das contas públicas brasileiras atualmente, não recebe nenhum destaque na Grande Mídia brasileira, que prefere difundir a mentira deslavada de que a economia do país está enfrentando uma crise terrível.
Porém, quando se trata de analisar os números de forma realista, o quadro que vemos é muito diferente, com o Brasil navegando em mares tranquilos, enquanto as maiores economias do mundo enfrentam a pior crise econômica e social desde a Grande Depressão dos anos 1930.

Grande Mídia e Você: Nada a Ver!

Links:
Dívida Pública Líquida do Brasil caiu para 34,8% do PIB em Maio de 2013:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-06-28/superavit-primario-de-r-56-bilhoes-e-maior-para-periodo-desde-2011

Contas públicas do Brasil estão em situação muito melhor do que a dos EUA e da UE:
Déficit Público dos EUA no ano fiscal 2011-2012 fecha em 7% do PIB e ultrapassa US$ 1 Trilhão pelo quarto ano consecutivo:
Dívida Pública da Espanha chega a 84,1% do PIB em 2012:
Déficit Público da Espanha chegou a 10,2% do PIB em 2012:
http://economia.uol.com.br/noticias/afp/2013/02/22/deficit-publico-da-espanha-dispara-a-102-em-2012.htm
Dívida Pública da Itália chega a 127% do PIB e economia cai 2,4% em 2012:
Dívida Pública de Portugal ultrapassou os 120% do PIB em 2012:

Nenhum comentário: